Primeiro dia de comércio aberto tem fiscalização e população consciente em Viçosa

0
620

Nesta quarta-feira (22), começaram a valer as regras do decreto nº 5.450/2020 para a reabertura de alguns setores comerciais em Viçosa. A população que voltou às ruas encontrou o centro comercial e as praças com divisórias e marcação no piso, para evitar aglomerações, e o uso obrigatório de máscaras protetoras. E passou a valer também o rodízio para compras e atendimentos presenciais de acordo com o último algarismo do CPF. As medidas de prevenção pretendem evitar a contaminação do novo coronavírus na cidade, que ainda não possui registros confirmados da doença.

Os comerciantes e empresários que quiserem reabrir as portas devem seguir as normas e preencher o cadastro com o termo de compromisso no site da prefeitura. Até o início desta tarde, mais de mil pedidos já haviam sido feitos no sistema da prefeitura. Desses, 359 receberam visita e 241 foram liberados. O comerciante Paulo Renato trabalha há 38 anos no comércio de Viçosa. Para ele, tudo o que está  sendo feito pela administração municipal é necessário. “Acho que a prefeitura está tomando as medidas corretas. Num futuro não muito distante, seremos grato pelos transtornos que estamos tendo que passar agora, pois teremos poupado muitas vidas” ressalta Paulo.


As vistorias no comércio são feitas por 15 equipes técnicas e sanitárias, compostas por engenheiros e fiscais sanitários. Os agendamentos só vão terminar quando todos os estabelecimentos cadastrados forem vistoriados. De acordo com a chefe do Departamento de Fiscalização, Layra Santos, o comerciante que já fez a solicitação online pode aguardar a visita das equipes.

O primeiro dia de vigência do decreto teve avaliação positiva do prefeito Ângelo Chequer. Ele acompanhou algumas vistorias para confirmar a adesão de comerciantes e consumidores às normas estabelecidas para a prevenção da Covid-19: “esse momento que estamos vivendo é desafiador. Apesar das nossas esperanças de que surja uma solução para a doença, não podemos baixar a guarda e precisamos proteger nosso município da contaminação” afirma o prefeito.