Priscilla Porto: Já matou sua leoa hoje?

0
123

Instagram: @priscillaportoescritora

Pode ser bem relativo o tempo que as pessoas levam para compreender e sentir na pele o famoso e impiedoso ditado que as condenam a ter que “matar um leão por dia”. E outros ainda ameaçam: “ou amanhã serão dois”.


Eu, depois de internalizar tal ditado capitalista antiecológico, concluí que tal leão se transfigura na metáfora de três grandes conhecidos: o dia a dia, a rotina e o cotidiano. Pois esses sim exigem que acordemos cedo, que nos preparemos para enfrentar – quer queiramos ou não – mais um dia de trabalho/serviço/obrigações. E que exigem também que preparemos, a certo custo ou resmungo, os filhos para irem para a escola – principalmente, nós, mulheres.

Filhos que irão para escola aprender justamente o quê? Aprender de que forma matemática, química, física ou histórica deverão matar seus futuros leões.

No entanto, pelo cenário contemporâneo, acredito que eles aprenderão é a matar uma leoa por dia! Isso pelo nada simples fato de o sexo feminino estar se sobressaindo ao oposto. Bem como pelo fato de nós, mulheres, sermos tão responsáveis, ainda, perante a casa, perante os filhos e perante os parceiros – tudo, concomitantemente, à carreira que assumimos. As leoas sobressaindo aos leões – ainda que por meio de tanta luta.

Reflito aqui sem feminismo e sem machismo, só com observação mesmo da mudança de realidade – pela data “comemorada” no dia 8 de março. Afinal, o Feliz Dia Internacional foi para quem?

Instagram:

https://www.instagram.com/priscillaportoescritora

Priscilla Porto

Jornalista e autora dos livros “As verdades que as mulheres não contam” e “Para alguém que amo – mensagens para um pessoal especial”.