Presidente da Câmara de Urucânia renuncia ao cargo

0
708

Em 30/ 07, o vereador Alessandro de Souza Pereira, PRB, renunciou ao cargo de presidente da Câmara Municipal, ele ocupava o cargo desde o início de 2017. Segundo ele, o seu trabalho foi pautado com seriedade e independência quanto à condução dos trabalhos administrativos impostos pelos demais membros da mesa.

À reportagem do site Rudson News, Alessandro disse que, desde que assumiu o mandato de vereador, seu trabalho foi com seriedade e independência, com o intuito de garantir à população urucaniense uma situação digna de verdadeiro representante do legislativo. Desde que assumiu a presidência da Câmara, ele tentou implementar medias que pudessem resgatar o seu protagonismo de órgão fiscalizador e legislador, completou ele.


Alessandro questiona: “Como poderia fiscalizar o poder executivo (prefeito) se não resolvesse os problemas dentro da própria casa legislativa? Como poderia cobrar com rigor os processos de licitação do município, sendo que os da própria Câmara estão contaminados pelo vício?

Como presidente do legislativo, Alessandro também lembrou que não teve autonomia para colocar um assessor jurídico de sua confiança. Assim, ele ficaria refém dos demais membros da mesa diretora e isso tem colocado grandes obstáculos no bom andamento da Câmara.

Alessandro finaliza confirmando a sua renúncia e agradeceu aos servidores, enfatizando os nomes dos vereadores Pedrinho, Macarrão e Juninho, dizendo que eles são exemplo de união, dedicação, compromisso, ética, lealdade e respeito para com ele e a população no período de sua presidência.

Alessandro ao site finalizou com a seguinte frase: “A união de vocês, em prol da luta por justiça e melhorias para a população, sem dúvidas, engrandece este legislativo. É um exemplo a ser seguido”.

A reportagem do Unidade Notícias, entrou em contato com o Vereador Gerson Ramos, PRB, atual vice-presidente, que explicou que terá que ser feito uma nova eleição, o regimento da Câmara não permite que o vice-presidente assuma a presidência.

Gerson disse que a mesa diretora, que tem como Secretário o vereador, Marciel Claudio ( Carneiro ), PDT, estarão reunidos na sexta-feira, 02/08, para marcar o dia da nova eleição.

Quanto ao vício nas licitações como acusa o Alessandro, Gerson disse que tem uma representação no MP, aguardando posição, disse também que, existe um pedido de abertura CPI e Processo Administrativo para apurar, mas até hoje não havia sido dado andamento.

Gerson Ramos não disse se será candidato a presidência, a Câmara de Urucânia que conta com 9 vereadores aptos a votarem.