Rádio Inconfidência demite Múcio Bolivar e tira Trem Caipira do ar amigos e ouvintes protestam

0
816

Múcio Bolivar é uma das mais importantes referências da música caipira de Minas e do Brasil, que durante 28 anos e oito meses, Múcio Bolivar produziu e conduziu com maestria o Programa Trem Caipira, na Rádio Inconfidência, pela FM 100,9, pela AM 880 e internet (www.inconfidencia.com.br), no horário de 4 às 7 da manhã, divulgando os consagrados talentos da música caipira e abrindo os microfones e as portas do rádio para a nova geração, da moda de viola e do gênero regional.

O mundo sertanejo perdeu o chão. Milhares de ouvintes pelo interior de Minas, do Brasil e até do exterior estão se sentindo órfãos, abandonados. Muitos têm acesso à internet, às redes sociais para se manifestar, mas a maioria precisa da voz de um grande veículo para se fazer ouvir, precisa de seus representantes no Legislativo para expressar a sua indignação.


O rádio e o jornal continuam sendo o veículo de comunicação de mais fácil acesso para milhares de brasileiros. Quantos artistas foram lançados no programa e tiveram o reconhecimento nacional por meio do incansável trabalho do comunicador Múcio Bolivar, que sempre valorizou a prata da casa e dava oportunidade a todos?… Quantas viagens maravilhosas foram iniciadas nas madrugadas frias ou acaloradas? Quantas histórias de amor, vida, luta e superação se passaram durante as viagens, as idas e vindas desse trem mais caipira do nosso querido Estado de Minas Gerais?

O trabalho do radialista Múcio Bolivar alcançou tal repercussão e importância que está citado no Dicionário Ricardo Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Ele também teve fundamental importância junto a grandes músicos no processo de tombamento da viola caipira como patrimônio imaterial do Estado de Minas Gerais. Recebeu o Prêmio Rozini de Excelência da Viola Caipira e o seu programa foi indicado um dos cinco melhores programas de rádio do país.

A música caipira e regional são manifestações populares de extrema importância para a identidade cultural brasileira e constitui um dos principais patrimônios imateriais do Brasil. Sonoridade, musicalidade, ritmo: são diversas as formas e grandes a diversidade e a riqueza desses dois gêneros. É com muita tristeza e pesar que, com o apagar das luzes, da memória e da história do nosso sofrido povo, a direção da Rádio Inconfidência faz calar o apito do trem, o som da viola e a voz do nosso querido condutor Múcio Bolivar e dos violeiros.

Oh, Minas Gerais! O que mais falta tirar de ti, terra amada?!

Amigos e ouvintes de Ponte Nova, MG, repudiam a atitude do Governador Zema, que não apresentou motivo plausível para a demissão