Reunião no TJ/MG em prol da Comarca de Jequeri

0
365

Reuniram-se, em prol da Comarca de Jequeri/MG, na manhã do dia 26 de março de 2019 (terça-feira), no Tribunal de Justiça de Minas Gerais com o desembargador Nelson Missias de Morais, o Presidente e o Secretário-Geral da 231ª Subseção da OAB/MG, respectivamente, Dr. Roberto Carlos Ribeiro Ferreira e Dr. Rubens de Mendonça Júnior, juntamente com as autoridades: a Magistrada Dra. Dayse Mara Silveira Baltazar, Juíza Diretora do Fórum de Ponte Nova/MG e colaboradora da Comarca de Jequeri/MG, Dr. Raimundo Cândido Júnior, Presidente da Seccional da OAB/MG, Thiago Cota, Deputado Estadual, Frederico Brum de Carvalho, Prefeito da cidade de Urucânia/MG, José Moura, Presidente da Câmara de Jequeri e Luiz Antônio, ex-prefeito da cidade de Jequeri.

A Subseção e as demais autoridades foram FOCADAS em dar uma resposta a Comarca de Jequeri (que englobam os municípios de Urucânia e Piedade de Ponte Nova) em relação a falta de Juiz titular e servidores, uma vez que diversos processos aguardam andamentos, acarretando transtornos e prejuízos.


Sensibilizado com os problemas e dificuldades que se passa na Comarca de Jequeri, com relação a Juiz e servidores, a princípio, o Presidente do TJMG disponibilizou PRONTAMENTE a enviar servidores, como também Juízes colaboradores para que os mesmos possam revezar e atender a Comarca de Jequeri no mínimo duas vezes por semana. Foi dito ainda que serão empossados Juízes em Minas Gerais e dentro desses referidos Juízes o envio de um para atender tão somente a Comarca de Jequeri.

Com relação a construção do novo prédio do Fórum, o mesmo se baseia nos esforços empreendidos tão somente pelo TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS, no sentido de ampliar os investimentos na melhoria da estrutura do prédio que servem ao judiciário mineiro (ofício: DENGEP/GEPEC nº417/2018).

Com tudo o empenho para que o prédio da Comarca permaneça em Jequeri é grande tanto pela Subseção, quanto pelo Presidente da Câmara de Jequeri, como também pelo ex- prefeito Luiz Antônio. Segundo o presidente do TJMG, a princípio, o prédio atual atende as necessidades da Comarca, tendo o mesmo apenas que sofrer algumas reformas. E por isso a construção do novo prédio ficará em segundo plano.

Firmamos aqui, que o FOCO PRINCIPAL das autoridades supramencionadas que participaram da reunião, foi dar uma resposta aos jurisdicionados da Comarca de Jequeri quanto a falta de juiz e servidores, o que significa dizer que haverá melhorias na prestação jurisdicional.