Sargento da PM é preso em Santa Margarida suspeito de participar de quadrilha

0
916

Um sargento da Polícia Militar foi preso na manhã desta sexta-feira, 22/02, em Santa Margarida. A prisão temporária foi decretada pela Justiça de Manhuaçu em investigação que apura possível elo entre ele e uma quadrilha presa na semana passada.

Segundo o Delegado da Polícia Civil, Dr. Felipe Ornelas, na semana passada, um farto arsenal com armas, munições, explosivos, coletes balísticos e outros materiais, além de veículos roubados e uma moto, foram apreendidos durante uma operação da Polícia Militar, na região de Ribeirão de São Domingos, zona rural de Santa Margarida. Quatro pessoas foram presas, um menor apreendido e um sexto indivíduo ainda está foragido.


“As investigações prosseguiram e foi descoberto um possível elo entre o militar que trabalha em Santa Margarida e essa quadrilha. Devido a isso, a Justiça determinou a prisão temporária por trinta dias desse policial, bem como a realização de buscas na residência dele”, detalhou o delegado.

Dr. Felipe Ornelas ressaltou que não se está afirmando a participação dele. “Estamos cumprindo o mandado de prisão e as investigações serão feitas. Ele terá oportunidade de se defender e, ao final, será esclarecido se existe realmente essa ligação com a quadrilha”.

O comandante da 72ª Companhia da Polícia Militar, Capitão Fernando Nóia, conta que a operação nesta sexta foi realizada em conjunto com a Polícia Civil para a prisão do sargento e o cumprimento das buscas no imóvel em que ele reside. Foram apreendidas munições e arma no local.

Ele ressalta que, além da investigação da Polícia Civil, a PM também instaurou o procedimento para apurar a possível participação em relação a prática de crimes militares. “As investigações por parte da Polícia Civil seguirão e a PM está à disposição para apoiar no que for necessário para apurar tudo”.

NOTA DO COMANDO

Em nota, o Comando do 11º Batalhão de Polícia Militar informou que na operação policial realizada no dia 14/02/2019 chegou ao conhecimento da Polícia Militar o possível envolvimento de um policial militar com os integrantes da quadrilha presa.

A nota oficial explica que “diante de tal cenário, o comando do 11º BPM imediatamente instaurou procedimentos administrativos visando apuração dos fatos.  Também compartilhou as informações com a Polícia Civil que, no âmbito do Inquérito Policial instaurado, representou pela prisão temporária do policial militar em questão.

Nesta data, por volta das 7h50min, as equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil realizaram a prisão do militar, em cumprimento ao mandado de prisão expedido pelo juízo da comarca de Manhuaçu/MG.

O policial militar preso será recolhido à Unidade Militar Prisional do 11º BPM, onde ficará à disposição da justiça durante os trabalhos de investigação.

Ressalta-se que a Corporação não coaduna (concorda) com nenhum tipo de desvio de conduta de seus integrantes e todas as providências legais serão adotadas para a devida apuração dos fatos e adoção de medidas cabíveis”.

Portal Caparaó