Corpo de Bombeiros de Ponte Nova pede apoio à Câmara

0
897

Foto: fachada do C de Bombeiros hoje

O Tenente Glauber Lourenço de Almeida, comandante do 2º Pelotão da 2ª Cia do 1º Batalhão de Bombeiros Militar, foi recebido na Câmara de Ponte Nova, no dia 30 de janeiro.


A reunião, marcada pelo vereador José Osório (AVANTE), contou com a presença da presidente da Mesa Diretora, vereadora Aninha de Fizica (PSB), e teve o objetivo de o Tenente Glauber apresentar demandas, alinhar informações para possíveis parcerias e buscar apoio do Legislativo para soluções dos problemas enfrentados atualmente no Pelotão de Bombeiros, sediado em Ponte Nova.

Também foi ressaltado outros transtornos enfrentados pelos Bombeiros de Ponte Nova como a falta de pavimentação do pátio e do entorno da sede e o grande volume de poeira no local que acaba causando doenças aos militares, potencializando a sujeira das instalações e dificultando a manutenção. Tenente Glauber alegou que, diante das condições de armazenamento e do excesso de poeira, a vida útil dos equipamentos é menor. Ele considera que, além da pavimentação do pátio, seria importante a pavimentação de cerca de 200 metros de estrada de terra que liga a sede dos Bombeiros ao Anel Rodoviário.

O Tenente propôs ainda parceria na elaboração de ajustes na legislação municipal para tratar da limpeza dos lotes urbanos responsabilizando os proprietários pela conservação dos mesmos com o objetivo de reduzir as queimadas nestes locais que podem formar focos de incêndio em áreas vizinhas ou colocar moradias em risco.

A ideia é que o Corpo de Bombeiros ajude na fiscalização como fez recentemente em apoio ao setor de Fiscalização e Posturas da Prefeitura realizando mais de 160 vistorias em lotes vagos.

Os vereadores Aninha de Fizica e José Osório colocaram-se à disposição para o desenvolvimento de parcerias com instituições e empresas do município que viabilizem as melhorias necessárias na sede dos Bombeiros.

Ficou agendada para o dia 13 de fevereiro uma reunião com as assessorias técnicas da Câmara para trabalhar na elaboração do texto do Projeto de Lei que será enviado para apreciação do plenário e submetido às críticas da população por meio de Audiência Pública.

Zé Osório, Aninha e Tenente Lourenço