Jornalista escreve livro sobre a luta ambiental em Ponte Nova

0
202

Quando foi criado o Parque Florestal do Passa Cinco? Qual é a sua importância para a população de Ponte Nova? Por quê o esgoto jogado no rio Piranga não é tratado? Quando teremos o lixo da cidade com destinação correta? Essas e várias outras respostas você encontra no livro que acaba de ser escrito pelo jornalista e ambientalista Alfredo Padovani.

Com o título: “Quatro Décadas de Ambientalismo em Ponte Nova”, o autor revela, numa linguagem simples e direta, fatos importantes que marcaram os últimos quarenta anos da luta contra a poluição na cidade.


Na obra escrita por Padovani, você vai ficar sabendo como foram os projetos de construção de hidroelétricas no rio Piranga e as lutas para barra-los.

O autor faz um relato de quadro décadas, desde 1978 até hoje, de fatos marcantes de como nasceu uma das primeiras entidades de defesa do meio ambiente de Minas Gerais, a APAN. E ainda, como surgiu o Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (CODEMA), a Ong Puro Verde, a ASPARPI, entidades que foram criadas para defender a natureza. Registra também os avanços e retrocessos na questão ambiental do município e da região.

O livro, segundo o escritor e professor Gilson José de Oliveira, é uma ferramenta que registra o caminho percorrido e as dificuldades para que as coisas acontecessem nesse período, bem como a teimosia de pessoas em acreditar que um dia todos nós abraçaremos a causa ambiental como uma necessidade de sobrevivência.

O livro “Quadro Décadas de Ambientalismo em Ponte Nova” ainda não tem data para ser lançado e chegar a bancas e livrarias.