Leo Moreira não quer alunos da rede municipal carregando mochilas pesadas

0
512

Na reunião plenária de segunda-feira (06/12) O Vereador Leo Moreira solicitou a Secretaria Municipal de Educação/SEMED, por meio de indicação, a adoção de medidas que objetivem a diminuição do volume de materiais escolares carregados diariamente pelos alunos da rede municipal a partir de 2019.

Atualmente, segundo pais de alunos, para atender a todas as matérias de um único dia de aula, um estudante de 8 anos da Escola Municipal Dr. José Mariano, por exemplo, carrega em sua mochila cerca de 7 kg de cadernos, livros e outros materiais.


Esta solicitação parte de reivindicação destes pais, diretores de unidades escolares preocupados com as consequências que o excesso de peso traz à saúde das crianças, com riscos de danos à coluna (escoliose, hiperlordose, hipercifose, pinçamento do nervo e outros) e interferência no crescimento.

O excesso de peso que se carrega na mochila durante o ano letivo faz mal à coluna, afetando a postura. Os problemas podem ser notados no curto ou no longo prazo. Se você não quer ter um dos problemas abaixo, causados pelo uso incorreto e pela carga levada nas costas, preste atenção: o peso da mochila não deve exceder 10% do peso do corpo. Segundo especialistas o peso da mochila não deve exceder 10% do peso do corpo.

Com a palavra a Secretaria Municipal de Educação.