Priscilla Porto: Ela era feliz e nem sabia

0
481

Sophia é filha de Pâmela e tem 9 anos.

Sophia acha no seu notebook, histórico de 2018 de Pâmela no Facebook. E se espanta: como a mãe era feliz! E bonita! E arrumada! Linda e sorrindo em todas as fotos!


Procura mais um pouco e se espanta novamente: “Como mamãe ia em festas!”

Foi até a sala e perguntou se a mãe era feliz “antigamente”.

– Que pergunta, menina! – foi a resposta, de uma pessoa não muito alegre. Mas cheia de preocupações.

E a pesquisa de Sophia continuou e se estendeu por uma infinidade de hashtags, gírias, maquiagens e filtros que pareciam ter feito “da mamãe a mulher mais feliz do mundo”.

A mamãe que estava na sala e começou a se lembrar de que como era feliz antes… bem antes do “antigamente” da filha… quando não existia ainda nenhuma rede de felicidade tão virtual e fulgás.

E quando a vida não se resumia a telinhas, aplicativos, mensagens instantâneas e tanta superficialidade de uma genuína #realidadeinventada.

Priscilla Porto

Jornalista, cronista e autora dos livros “As verdades que as mulheres não contam” e “Para alguém que amo – mensagens para uma pessoa especial”.

Contato: priscillaporto@gmail.com