ACIP/CDL apoia o movimento dos caminhoneiros

0
506

Foto: Emílio Parolini, durante a entrega do manifesto ao presidente Michel Temer

A ACIP/CDL é solidária ao movimento deflagrado pelos caminhoneiros por todo o país, em repúdio à política de aumento de preços e tributos dos combustíveis adotada pelo governo federal, assim como a Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas), entidade a qual a ACIP é filiada. O presidente da Federaminas, Emílio Parolini, entregou na noite de ontem (24/05) ao presidente da república, Sr. Michel Temer, o seu manifesto de apoio ao movimento dos caminhoneiros, reiterando a defesa da desoneração tributária dos combustíveis e o posicionamento enfaticamente contrário à relocação desta tributação em outros segmentos.


A contínua elevação dos preços dos combustíveis repercute em toda a cadeia econômica do país, afetando de modo geral os diversos segmentos da vida nacional, sobretudo o setor produtivo, com consequências danosas sobre todos os brasileiros, assim como o excesso de impostos a que somos todos submetidos, tanto como pessoas físicas ou jurídicas.

Diante da paralisação, sugerimos abaixo algumas ações que podem auxiliar os empresários a enfrentarem este momento:
1. Fazer análise realista do cenário (impacto, custos e despesas, estoque, RH, etc);
2. Identificar os pontos de impacto (avaliando gravidade, urgência e tendência da situação);
3. Identificar ações para minimizar os impactos identificados no item 2;
4. Implementar as ações identificadas no item 3;
5. Fazer futuramente um Plano de Manejo de Crise, propondo ações de resposta rápida às situações que poderiam surgir.