PM e Prefeitura realizam operação conjunta no centro de Viçosa

0
452

Diversos órgãos da Prefeitura de Viçosa e a 10ª Companhia de Polícia Militar Independente (PM) realizam uma operação conjunta na noite de quinta-feira (17) na região central da cidade, em especial na Avenida Santa Rita, onde aos finais de semana ocorrem grandes aglomerações de jovens. A ação visou coibir o tráfico de drogas, a venda e o consumo de bebidas alcoólicas por menores, a fiscalização das normas do Código de Posturas e a fiscalização da Lei Seca.

A operação teve a participação da secretaria de Fazenda; da secretaria de Assistência Social; do Conselho Tutelar; do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e da Câmara Municipal.


A Polícia Militar realizou blitz na rua Padre Serafim, com auxílio da Polícia Rodoviária, e abordou cerca de 60 veículos. A operação resultou na emissão de oito autos de infrações diversas. Os condutores foram submetidos ao teste do bafômetro e três não passaram. Um deles foi preso em flagrante devido ao alto grau de embriaguez. A PM ainda recolheu uma CNH e apreendeu uma motocicleta irregular.

A secretaria de Fazenda, responsável pela fiscalização de posturas, vistoriou seis estabelecimentos comerciais. Dois deles não apresentaram alvará e foram sumariamente fechados. Outros três estabelecimentos foram notificados por estarem com o alvará vencido e também por descumprimento à Lei de Mesas e Cadeiras. Os fiscais ainda atenderam uma ocorrência de pertubação de sossego na Rua Gomes Barbosa, onde uma festa irregular em república foi encerrada com apoio da PM.

ARTICULAÇÃO

Na terça-feira (15), o prefeito Ângelo Chequer recebeu no gabinete o presidente da Câmara de Viçosa, vereador Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo), e o Comandante da 10ª Companhia de Polícia Militar Independente de Viçosa, Major Marcelo Monteiro Pimentel, para discutir a questão e consolidar a parceria, que resultou na operação realizada na quinta-feira.

 

Nesta reunião foi discutida a necessidade de criação da figura do comissário de Proteção da Infância e da Juventude, informalmente chamado de comissário de menores, que ainda não existe em Viçosa.

Diferente do conselheiro tutelar, o comissário é um cargo voluntário, ligado ao Tribunal de Justiça, e tem a função de fiscalizar o cumprimento das normas do Estatuto da Criança e do Adolescente em estabelecimentos comerciais, onde são observadas a entrada e permanência de crianças e adolescentes desacompanhados dos pais ou responsáveis legais, assim como a venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos.

O prefeito Ângelo Chequer se dispôs a buscar diálogo junto ao TJMG para solicitar a lotação de comissionários na comarca de Viçosa. Ele ressaltou a importância da participação e integração dos poderes na defesa dos direitos das crianças e adolescentes: “Se cada órgão assumir sua responsabilidade e trabalharmos de forma integrada, acho conseguiremos oferecer perspectivas e oportunidades melhores para nossos jovens”, ressaltou.