HAG: comemorações do Dia das Mães e a Campanha de Higienização das Mãos

0
265

Durante a última semana, o Hospital Arnaldo Gavazza realizou atividades para as mulheres e mães da instituição, como forma de homenageá-las pelo Dia das Mães. A atividade inaugural foi uma Sessão de Massagem nos dias 09 e 10. Também na quarta-feira, Bianca Burjaily palestrou sobre a virtuosidade e sensualidade da mulher moderna.

Nos dias 10 e 11, as consultoras da Mary Kay maquiaram as colaboradoras e deram dicas de makes. Dando continuidade à semana, a Biomédica Anelise Sant’ana, dialogou sobre Estética Avançada, no auditório da instituição. No domingo, fora ofertado Café da Manhã para as mães.


“Faz-se importante celebrarmos o Dia das Mães, a quem foi delegado o primeiro cuidado. É prazeroso celebrarmos este dia e vermos contentes inúmeras mães e mulheres que atuam em parcela majoritária na instituição. Por fim, ações como essa se enquadram na Politica Nacional de Humanização em seus diversos âmbitos, em especial a Valorização do Trabalhador e o Acolhimento. Ressaltou o Coordenador do Núcleo de Humanização do HAG, João Victor Ribeiro.

HAG realiza campanha de higienização das mãos

Entre os dias 07 e 13 de maio ocorreu a Campanha de Higienização das Mãos no Hospital Arnaldo Gavazza, coordenada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH). O tema do trabalho foi: Eu me comprometo. Foram desenvolvidas atividades para conscientizar os colaboradores da correta higienização das mãos. A ação pode diminuir em 90% o risco de contaminação e infecções no ambiente hospitalar.

A coordenadora da CCIH, Adélia Bastos, destaca que a correta higienização das mãos reduz em 90% o risco de contaminação e infecções no ambiente hospitalar. A transmissão pode ser por contato direto ou com objetos contaminados. São vários os motivos pelo qual o paciente pode adquirir uma infecção hospitalar, como o tempo de internação, baixa imunidade, realização de procedimentos invasivos e alto volume de trabalho dos profissionais, mas a mão constitui a principal via. Durante a semana pacientes e colaboradores foram abordados e orientados pela equipe do CCIH pelos corredores e em palestra, realizada no auditório da instituição.

Juntamente da orientação sobre a correta higienização das mãos, ocorreu a vacinação dos colaboradores do hospital contra a gripe H1N1, organizada pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT).  As principais vítimas da gripe estão entre a idade de 5 e 24 anos de idade. Um dos principais sintomas é a insuficiência respiratória, por isso é de fundamental importância a vacinação para quem trabalha em ambiente hospitalar. A frequente higienização das mãos (de maneira correta) reduz o risco de contaminação. Medidas como uma boa alimentação, evitar aglomerações, cobrir o nariz e a boca ao tossir, complementam a prevenção. Afirmou o Enfermeiro do Trabalho,  Douglas Almeida.

Assessoria de Comunicação Hospital Arnaldo Gavazza