Policial dispara contra acusado de tráfico de drogas após reação em Ponte Nova, veja o relato da PM

0
2182

Após abordagem e reação contraria do acusado Fabiano Aparecido Lima da Silva, policial PM atira e acerta.

Veja na íntegra o relato da PM:


“Nesta data 20/02/2018, o Cabo Theodomiro recebeu a informação relatando que a pessoa de Fabiano Aparecido Lima da Silva, 27 anos, estaria realizando tráfico de drogas no interior de sua residência, que a maior parte dos entorpecentes ficam enterrados no quintal do imóvel e no mato do outro lado da rua, sendo que este cidadão também possui uma arma de fogo no interior do imóvel. O denunciante relata que o Fabiano fica nas proximidades da avenida Orion e quando os usuários fazem contato com ele, este desloca até sua residência e posteriormente entrega as drogas aos usuários. tentamos arrolar este denunciante neste boletim de ocorrência, contudo, temendo por represálias não foi possível. Diante desta denuncia esta equipe policial comandada pelo Sargento Antero intensificou o patrulhamento no bairro Cidade Nova para verificar a veracidade desta informação.

Durante o patrulhamento pela avenida Orion visualizamos o Fabiano Aparecido próximo ao nº 515, tendo este ao perceber a aproximação desta equipe policial ficado muito nervoso, corroborando ainda mais com esta denuncia.

Diante deste fato procedemos a abordagem policial e busca pessoal ao Fabiano, contudo, em primeiro momento, nenhum material ilícito fora localizado com o suspeito.

Já com o apoio da equipe GEPMOR comandada pelo Sargento Flávio, esta equipe ficou na custódia do abordado e o Sargento Antero e cabo Theodomiro deslocaram até as imediações da residência do Fabiano para fazer a varredura no local e verificar a denuncia.

Durante esta varredura em frente à residência do denunciado, o Sargento Antero fez contato com a senhora JLS, irmã do Fabiano, e a informou da possibilidade de existirem materiais ilícitos no interior do imóvel, tendo a J autorizado os militares a realizarem buscas no interior da residência. Na presença da J, durante a busca domiciliar, o Sargento Antero localizou um revolver calibre .38, da marca Taurus com nº de série 1463548, municiado com 06 muções intactas. Esta arma estava escondida ao lado do guarda roupas do Fabiano dentro de uma meia, sendo que no interior desta meia foi localizado também mais quatro munições calibre .38.

O Cabo Theodomiro localizou em um outro quarto da residência 01 balança de precisão, 01 lâmina de barbear e dezenas de saquinho de chup-chup, material típico do tráfico ilícito de drogas.

Diante do flagrante delito, o Cabo Theodomiro deslocou até o local onde o custodiado se encontrava, para auxiliar os militares que ali estavam na prisão dele. No momento em que os militares deram voz de prisão ao Fabiano, e deram a ordem para ele colocar a mão na parede para ocorrer a algemação, este resistiu à prisão e conseguiu desvencilhar dos militares e evadir. De imediato, foi solicitado reforço policial na rede de rádio e iniciada uma perseguição policial a pé na tentativa de prender o Fabiano. Fabiano conseguiu evadir a pé entre as residências da rua Orion e posteriormente em meio a um matagal próximo a rua Sagitário.

Já com o apoio da viatura comandada pelo Sargento Irlan, continuaram as buscas ao autor.

Depois de uns 50 minutos de buscas, o Sargento Flavio e o Cabo Martins depararam com o Fabiano correndo na rua Sagitário, novamente foi dada a ordem legal de parada para proceder a abordagem, entretanto, o Fabiano não acatou a ordens dos militares, empregando socos e derrubando a motocicleta do Sargento Flavio e evadindo novamente sentido a rua Orion pelos quintais das residências. Sendo efetuado o cerco nas imediações.

Alguns minutos depois, o Cabo Martins relatou, que estava cercando a parte da frente de uma residência, e deparou com o Fabiano saindo correndo, novamente deu a ordem legal de parada ao Fabiano, porém, este não obedeceu a ordem e investiu para cima do militar, neste momento o Fabiano atracou com o Cabo Martins e segurou a arma do militar, momento que ocorreram alguns disparos, contudo, o autor continuou investido para cima do militar, sendo necessário o Cabo Martins efetuar mais disparos para conter a injusta agressão que sofria. Assim que o autor Fabiano parou de investir contra a integridade física do militar, foram cessados os disparos.

De imediato a viatura do Sargento Antero que estava em outra rua do bairro socorreu o Fabiano ferido para o hospital Arnaldo Gavazza Filho.

Fabiano chegou ao hospital consciente, sendo atendido conforme ficha nº ——, e prontuário nº ———, sendo atendido pelo médico de plantão.

Foi constatado que o Fabiano sofreu três perfurações provenientes de disparo de arma de fogo, sendo 01 na perna direita, 01 na perna esquerda e 01 na altura do ombro esquerdo.

O militar foi apresentado para o Major Jayme comandante da 21ª Cia PM Independente, local que esta sendo feito os procedimentos de polícia judiciária militar (APFf), conforme reds nº 2018-007829712-001.

O armamento do militar utilizado na ação esta foi apreendido e está custodiado na reserva de armamentos da 21ª Cia PM Independente e a disposição da justiça.

Após a viatura do Sargento Antero socorrer o Fabiano, ficaram apenas 05 militares no local, e devido haver dezenas de pessoas exaltadas no local, os militares se retiraram para evitar um enfrentamento desnecessário e um mal maior. Por esse motivo, não foi possível preservar o local para ser periciado. Contudo, posteriormente, a perícia técnica compareceu no local o na pessoa do perito Leonardo Pelinsari Camilo e realizou seus trabalhos de praxe, tendo recolhido um estojo calibre .40. devido a necessidade dos militares se retirarem do local, não foi possível arrolar testemunhas da ação policial.

Relato que este cidadão é conhecido no meio policial por várias denuncias de envolvimento com o tráfico ilícito de drogas, bem como, tem passagem por homicídio consumado, porte ilegal de arma de fogo entre outros. Este cidadão também é conhecido por ter elevado conhecimento em artes marciais. Informo que o Fabiano esta sendo escoltado pela PMMG no hospital Arnaldo Gavazza Filho. Deixo a vossa disposição a arma de fogo, bem como os demais materiais apreendidos.”

A PM informa ainda que:

O Militar CB PM Pedro Martins Junior foi conduzido para o quartel onde foi realizado o APF, concluídos os trabalhos, permaneceu recolhido no quartel a disposição da Justiça Militar que avaliará todo o ocorrido.

O Fabiano foi preso por posse ilegal de arma e resistência.  Está hospitalizado, por isso não foi ouvido sobre os fatos, mas certamente assim que tiver alta hospitalar responderá por esses crimes junto a Justiça local. A PM será avisada sobre a alta hospitalar e Fabiano será conduzido a Depol ou mesmo intimado a comparecer.

Até por volta das 19h o PM de 21/02, o PM estava recolhido preso ao quartel, sendo que a s a Justiça Militar expediu alvará de soltura para o Militar, que agora responderá o processo podendo ser reconhecidas ou não as causas de excludente de ilicitude.

OBS: Fabiano continua internado no Hospital Gavazza, e aguardamos que seja ouvido, para que sua versão seja descrito em matéria vindoura.