Febre Amarela: como prevenção Minas decreta Situação de Emergência em Ponte Nova

0
1835

Minas decreta situação de emergência de saúde pública em três regionais do estado por 180 dias, devido ao surto de febre amarela. Com o decreto, publicado neste sábado no diário oficial Minas Gerais,  os 94 municípios que integram as áreas de Belo Horizonte, Itabira (na Região Central) e Ponte Nova (Zona da Mata) podem fazer compras de insumos, materiais e contratar serviços com dispensa de licitação.

De acordo com o governo, a medida visa acelerar o processo de prevenção e busca de casos da doença, que já matou pelo menos 16 pessoas no estado. A medida é semelhante à tomada em 13 de janeiro do ano passado, envolvendo 152 cidades em situação de surto por febre amarela.


O documento decreta ainda a reabertura da sala de situação criada naquele mês, logo depois de uma onda de mortes no Vale do Rio Doce. Agora, são 39 cidades na regional de Belo Horizonte, incluindo a capital, 25 na de Itabira e 30 na de Ponte Nova. De acordo com o governo de Minas, o decreto tem a finalidade de fazer com que os municípios ajam preventivamente.

Em Brumadinho, na Região metropolitana de BH, equipes das secretarias de estado e municipal de Saúde estão fazendo busca casa a casa, o que exige pessoal e veículos. Como o serviço público demanda licitação, a ideia é não perder tempo e agilizar. Outro ponto do decreto é que nos casos em que matas atravessam mais de um município, fica permitido à administração municipal fazer trabalhos na área verde da cidade vizinha.

Ainda segundo o governo do estado, não significa que as regionais tenham caso de febre amarela, mas as medidas estão sendo tomadas como mecanismos de prevenção. A sala de situação também será reaberta com essa perspectiva. Coordenada pela Secretaria de Estado de Saúde, terá ainda a colaboração da Coordenadoria de Estado de Defesa Civil e das secretarias de Estado de Agricultura, Meio Ambiente e de Governo.

Informações do https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2018/01/20/interna_gerais,932244/governo-de-minas-decreta-situacao-de-emergencia-devido-a-surto-de-febr.shtml