Gerente do Banco do Brasil de Santa Margarida é morta pelo ex-namorado com 36 facadas

0
3087

A gerente do Banco do Brasil de Santa Margarida, Raquel Maria Ribeiro Dias da Silva, foi encontrada morta a facadas na garagem de sua casa, no Centro de Santa Margarida.

Havia perfurações pelo corpo, que foi encontrado agora pela manhã. O crime teria ocorrido por volta de 2 horas da madrugada.


O ex-namorado dela, Lucas, foi preso e cometeu o crime de forma bárbara. Segundo o delegado Dr. Felipe Ornelas, o rapaz confessou que deu 36 golpes com a faca, deixou o corpo na casa. Em seguida, jogou a faca no rio e foi para casa. A polícia foi acionada e ele foi preso em flagrante em sua residência.

“Raquel era casada, separou do marido e começou a namorar com Lucas. Após três meses namorando, ela terminou, mas ele não aceitou o término do relacionamento e passou a ameaça-la de morte. Ela nos procurou, instauramos o inquérito e o juiz estabeleceu medida protetiva. Infelizmente, ele desrespeitou a medida protetiva, entrou na casa dela e efetuou 36 facadas nela”, afirmou o Delegado Dr. Felipe Ornelas Caldas.

Sobre a motivação, o delegado explicou que Lucas afirmou que foi até a casa dela pois não aceitava o término do namoro. “O que motivou a ida dele na casa nessa segunda foi o fato de que ela estava reatando o relacionamento com o ex-marido. Ele não aceitou, foi a casa dela, armado de uma faca, tirar satisfação. É um típico caso de feminicídio, ou seja, matou por não aceitar que a mulher seguisse com sua vida que ela desejava”, completou.

Raquel era gerente do Banco do Brasil e presidente do Consep (Conselho de Segurança Pública) de Santa Margarida.

Informações de Portal Caparaó