Ministro da Saúde recomenda uso da UPA para outros fins em encontro com Wagner

0
773

Foto: Wagner Mol e Ministro Ricardo Barroso

Na última terça-feira 21/11, o prefeito Wagner Mol Guimarães se reuniu em Brasília com Ricardo Barros, Ministro da Saúde, Augusto Nardys, Ministro do Tribunal de Contas da União, Mauro Junqueira, presidente do COSASENS e com diversos prefeitos de municípios brasileiros, buscando tratativas e soluções para o problema da inviabilidade de manter em funcionamento as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) no Brasil.


Durante o encontro os ministros informaram que a solução seria os municípios darem outra finalidade ao imóvel, desde que o mesmo esteja vinculado em benefício da saúde pública e uma Comissão foi formada para formatar essa solução. A alternativa sugerida a ser avaliada será a criação de uma Medida Provisória ou um Ato Administrativo do TCU para que os municípios possam de fato realizar essa ação.

Os representantes do governo relataram que 165 UPA’s em todo o Brasil estão fechadas, informaram ainda que existem 530 em funcionamento precário no país, a maioria na eminência de fechar e, mais 700 unidades estão em fase de construção.

A obra foi iniciada em fins de 2014, orçada em pouco mais de R$ 3 milhões de reais, e entregue no final de 2017, faltando alguns detalhes para ser concluída. Para o prefeito Guto Malta, PT, na época, a conquista da UPA é um dos grandes legados que a sua Administração deixará para a cidade. “A população carece desse atendimento. A UPA vem pra fortalecer e melhorar o serviço de urgência e emergência hospitalar do município. Infelizmente não conseguimos inaugurar a tempo, mas temos certeza que o próximo Governo concluirá esse importante projeto de saúde que trará inúmeros benefícios para a cidade”, disse.

Foto: Ex-prefeito Guto Malta, apresentando o prédio da UPA aos prefeitos da região e a imprensa