AMAPI quer a implantação do SISBI para inspecionar produtos de origem animal na região

0
156

Foto: Amarildo Kalil e José Adalberto

Na tarde de quarta-feira (8/11), diretoria da AMAPI e do CIMVALPI recebeu, na sede da Associação, em Ponte Nova, o Secretário Estadual Adjunto de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Amarildo José Brumano Kalil, acompanhado do Superintendente de Apoio à Agroindústria, Gilson Sales. Participaram da reunião, prefeitos consorciados, secretários municipais e produtores da região. Compôs a mesa, no início da solenidade, além dos convidados citados, o presidente do CIMVALPI, José Antônio Delgado/Prefeito de Oratórios, o presidente da AMAPI, Gustavo Castros de Andrade/Prefeito de Guaraciaba, o secretário executivo da AMAPI e do CIMVALPI, José Adalberto de Rezende e o secretário do Território do Caparaó, Gilson José de Oliveira.


O foco da reunião foi apresentar o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), que faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA), padroniza e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e segurança alimentar. Atualmente, todos os municípios possuem o Serviço de Inspeção Municipal/SIM que garante, apenas, a venda de produtos de origem animal dentro da cidade sede. A adesão via Consórcio, do SISBI será um importante passo no fomento à produção e ao comércio dos produtos.

“Será um marco para a nossa região, caso decida-se pela adesão ao SISBI. Inclusive, o Consórcio já conta com um profissional para cuidar, exclusivamente, desta questão”, destacou José Adalberto. José Agostinho, contratado recentemente, é o coordenador regional do Consórcio, que irá atuar nesta área, juntamente com os municípios que optem pela adesão. “O selo e o rótulo, do SIM e do SISBI, garantem a origem e a qualidade dos produtos e serviços de origem animal”, destacou o coordenador.

Gilson Sales, da Superintendência, explicou passo a passo como a adesão ao SISBI será benéfica para todos, começando pelos produtores. “O serviço de inspeção pode ser um dos serviços oferecidos pelo Consórcio. Entre os benefícios estará a facilidade na captação de recursos, melhoria na gestão e autonomia na produção”, reforçou Gilson Sales. O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI-POA), que faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA), padroniza e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e segurança alimentar.

Clarissa Guimarães, Assessora de Comunicação da AMAPI

Informou Unidade Notícias, o seu jornal online