Justiça Eleitoral cassa mandato de vereador de Viçosa

0
610

A Justiça Eleitoral de Minas Gerais decidiu pela cassação do mandato e pela inelegibilidade nos próximos oito anos, contados a partir de 2016, do vereador de Viçosa, Edenilson José de Oliveira (PMDB). De acordo com o Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral de Minas Gerais, a sentença foi expedida nesta segunda-feira (29) pela Juíza Eleitoral Rosângela Fátima de Freitas.

O Diário Eletrônico detalha o processo de Ação de Investigação Judicial Eleitoral, ajuizada pelo Ministério Público. O vereador foi investigado por suspeita de abuso de poder econômico, em razão de sua vinculação ao Programa Social “Ajude-nos a Ajudar”.


De acordo com o documento, publicações no Facebook do Programa e santinhos do então candidato com a identidade visual do Programa caracterizam o abuso de poder econômico, além de influenciar os eleitores.

Ainda segundo o texto da sentença, a defesa do vereador argumentou que “assegura que as provas trazidas aos autos apenas demonstram a longinquidade do programa, que existe a [sic] mais de vinte anos e conta com a colaboração voluntária de várias pessoas, incluindo outros vereadores. Por fim, afirma que não houve proveito eleitoral com as publicações em rede social e que as datas dos eventos, das postagens e o número de eleitores atingidos não restaram provados”.

O Opção News procurou o vereador Edenilson nesta terça-feira (30) para falar sobre o tema. Ele afirmou que vai recorrer à segunda instância, em Belo Horizonte (MG). O político também disse que ainda não conversou com os seus advogados e, por isso, preferiu não dizer mais sobre o assunto.

Nas eleições de 2016, “Edenilson do Fundão” foi eleito com 634 votos válidos.

Reportagem: Daniel Reis e Mateus Dias | Opção News