Continuação ou não da greve da São Jorge depende da prefeitura de Ponte Nova

0
705

Segundo a direção da empresa São Jorge Auto Ônibus, de Ponte Nova, desde o mês de fevereiro de 2017, que foi apresentado a prefeitura a planilha de custo da empresa, com solicitação de aumento da tarifa da passagem das linha urbanas, mas nada foi resolvido.

Para a direção ficara inviável conceder aumento aos trabalhadores da empresa, caso a prefeitura não atenda a reivindicação  da empresa, e será impossível evitar a greve.


O aumento solicitado pela empresa de acordo com a planilha ficou em torno de R$ 3,10 (três reias e dez centavos), que gira em torno de aproximadamente 25 %.

A reportagem falou com o Secretário de Governo Fernando Andrade, e disse que a planilha com os custos e a solicitação de aumento está nas mãos da Comissão Tarifária da Prefeitura, que tem como Presidente o Secretário de Fazenda André, que poderes para liberar ou não o aumento solicitado.

O SINTRAPONTE – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários, Urbanos, Vias Internas e Públicas de Ponte Nova emitiu comunicado à população de Ponte Nova, informando que a categoria de trabalhadores representada, em assembleia decidiu que estariam em greve a partir 22/05, na segunda-feira.

A Direção da empresa São Jorge, se reuniu com o Sindicato e os trabalhadores e pediu um tempo parara que a prefeitura decida sobre o aumento da tarifa.

Diante disso o Sindicato e trabalhadores resolveram dar o prazo até quinta-feira 25/05, caso não haja acerto com a empresa, os trabalhadores irão parar os trabalhos, entrando em grave em definitivo, até que o aumento seja concedido. O que pode acontecer na sexta-feira 26/05.

O Sindicato esta reivindicando um aumento de 15% no aumento de salários, além de outros benefícios.