Foi o cunhado que matou farmacêutica em janeiro, descobre a PC

0
2308

Foto: Albino e Joana

A Polícia Civil de Minas Gerais, nesta quinta-feira, 04/05, deu cumprimento ao mandado de Prisão Preventiva expedido pelo Juízo da 2ª Vara Criminal da Comarca de Manhuaçu em desfavor de Albino Lino Vieira, que é apontado como autor do homicídio qualificado que vitimou a farmacêutica Joana Soares Benfica.


O crime ocorreu em 02/01, na Rua Padre Fortunato de Carvalho, próximo ao estádio JK, em Manhuaçu. Joana trabalhava numa farmácia no bairro Petrina.

Segundo investigações da Polícia Civil, a vítima mantinha um relacionamento amoroso com o autor do crime, o qual era seu cunhado. O crime teria sido motivado por ciúmes.

A vítima foi encontrada no dia seguinte dos fatos na sua própria residência com várias lesões provocadas por instrumento pérfuro-cortante.

Albino Lino estava acompanhado de seus advogados e manifestou interesse de prestar seu depoimento em juízo. Ele foi encaminhado para o Presídio de Manhuaçu, onde se encontra à disposição da Justiça.

Portal Caparaó