Homem mata outro por causa de som de carro alto em Teixeiras

0
3072

Foto: Rômulo de Castro

Por volta das 21h30, de 30/04, a Polícia Militar de Teixeiras, recebeu ligação via 190 dando conta de que havia um tiroteio em um bar no povoado do Varadouro, sendo que no local havia duas pessoas baleadas. No local, militares depararam com Rômulo de Castro Medina caído ao solo e já sem os sinais vitais. Próximo ao corpo foi encontrado um revólver e seis cápsulas deflagradas. Se apresentou no local uma mulher, que relatou ser esposa do proprietário do estabelecimento. Ela disse que estava trabalhando no momento dos fatos, que seu marido e Romulo estavam sentados em uma mesa bebendo. Após algum tempo, chegou ao local um cidadão, morador do povoado da Estiva, que solicitou que a Romulo abaixasse um pouco o som de seu carro, pois estava muito alto e incomodando.


Os dois passaram a discutir, sendo que Rômulo caminhou até seu automóvel e se apoderou de um revólver. Ele então caminhou sentido ao cidadão que pediu que abaixasse o som, que também sacou uma arma de fogo que estava em sua cintura e teve início uma troca de tiros.

A mulher disse que seu marido gritou para ela correr e se proteger, pois teria sido baleado. Ela então correu para dentro de um matagal e só saiu com a chegada da polícia.

Segundo a mulher, ele também estaria armado e teria evadido do local em seu veículo Fiat Uno, cor prata. Ele não foi encontrado, assim como o outro indivíduo que pediu para que o som fosse baixado.

Diante dos fatos, o local foi isolado e preservado. A Perícia Técnica foi acionada e realizou os trabalhos de praxe, sendo constatado no corpo de Rômulo dez perfurações, espalhadas pela região torácica, cabeça e pescoço.

Próximo ao corpo da vítima foi apreendido um revólver calibre 38, com cinco munições deflagradas, além de seis cartuchos deflagrados calibre 38 que estavam no chão.

No interior de uma casa, que fica anexa ao bar, foi encontrado bastante sangue. No quarto do proprietário do estabelecimento foram localizados seis cartuchos deflagrados calibre 38. O carro da vítima apresentava duas marcas provenientes de disparos de arma de fogo, uma no vidro traseiro e uma na tampa do porta-malas.

No interior do carro havia uma pochete, que continha em seu interior nove munições intactas calibre 38. Após os trabalhos da perícia, o corpo foi liberado e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Ubá.

Os materiais encontrados no local foram apreendidos e encaminhados a 22ª Delegacia de Polícia Civil de Teixeiras. Já o carro da vítima foi liberado para seu irmão.

A PM segue em rastreamento no intuito de localizar os suspeitos do crime.

Fonte: Guia Muriaé