Garoto de Manhuaçu é suspeito de participar do Jogo Baleia Azul

0
2046

Os perigos do jogo Baleia Azul para a sociedade, especialmente para os adolescentes, devem ser discutidos pelos pais e instituições que lidam diretamente com jovens, como igrejas, escolas e outras entidades. Disputado pelas redes sociais, propondo 50 missões relacionadas a situações como de terror, automutilação e até suicídio, o jogo teria começado na Rússia e tem sido investigado como possível motivação para a morte de jovens em Minas, São Paulo e Mato Grosso.

O mais recente relato é uma ocorrência atendida pelo Corpo de Bombeiros de Manhuaçu na madrugada de segunda-feira, 17/04. A adolescente de 13 anos foi encontrada com alguns cortes, na tentativa de tirar a própria vida, e levada desacordada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Felizmente, ela está se recuperando.


Segundo relato da família, conforme reportagem do Jornal Tribuna do Leste, a suspeita é de que a jovem participava de um jogo chamado desafio da “Baleia Azul” ou “Blue Whale”.

No braço da jovem, os ferimentos teriam sido provocados por automutilação, durante uma das missões do citado jogo.

A reportagem conversou com a tia da adolescente, que ficou muito assustada com o caso. Ela relata que após ser alertada, visitou o Facebook da jovem e deparou com postagens estranhas que podem ter relação com o jogo. A tia conta que sempre conversava com a sobrinha e nunca percebeu alguma anormalidade. Nos últimos dias estava andando de blusa manga comprida e ouvindo músicas o tempo todo. “Quando entrei no quarto dela encontrei, objetos que usam para mutilação e outros materiais que ligam ao jogo”, relata a tia da jovem.

A mãe da adolescente contou que viu a filha em um estado muito triste. Ela disse que deparou com a jovem desmaiada no quarto e não respondia. Ao ser indagada sobre a participação no jogo disse que a filha “não demonstrava alteração no comportamento. Depois descobri no braço dela um símbolo, parecido com uma baleia”, relata.

A família informou que o caso será levado ao conhecimento da Polícia Civil (PC) para que uma investigação seja realizada.