Enterrado em Abre Campo o corpo do advogado pontenovense vítima de acidente automobilístico

0
5079

Foi sepultado, na tarde dessa terça-feira (4/4), no Cemitério de Abre Campo, o corpo do advogado Renato Pinheiro Frade, 52 anos, que residia e mantinha escritório no Centro Histórico de Ponte Nova.

Ele morreu na segunda-feira (3/4), em decorrência dos graves ferimentos que teve, ainda em 27/3, na colisão de sua caminhonete Triton PVC-9495 com o caminhão Ford HDF-8058, dirigido por Renato José Martins, 30, de Mariana.


O acidente, sob chuva, ocorreu às 15h15 de 27/3, no km 92 da BR-356, em Ouro Preto. O trânsito ficou parcialmente interrompido até a conclusão dos trabalhos dos bombeiros, no resgate do advogado, tendo havido ainda vistoria pela Perícia da Polícia Civil.  A Subseção/PN da Ordem dos Advogados do Brasil/OAB emitiu nova de pesar.

Vanderci Martins, 37, de Urucânia, era carona na caminhonete, teve ferimentos no braço direito, recebeu atendimento e obteve alta na mesma data na Santa Casa de Ouro Preto. Ele disse à Polícia Militar que, durante a viagem PN/BH, a caminhonete saiu de curva à esquerda e Renato Frade não teve como evitar a forte colisão com o caminhão desgovernado.

Condutor do caminhão, Renato Martins relatou aos PMs que fazia o percurso Ouro Preto/Itabirito e, devido à forte chuva, perdeu o controle do veículo numa curva, com invasão da contramão e batida contra a lateral da Triton, bem do lado do motorista.

Renato Martins teve fratura no antebraço esquerdo, recebendo atendimento –  e liberação – na Santa Casa. Também no referido hospital de Ouro Preto, Renato Frade recebeu os primeiros atendimentos – com politraumatismo – e foi transferido para o CTI do Hospital Arnaldo Gavazza/PN, onde veio a óbito.

Fonte Folha de Ponte Nova