Carta de Ponte Nova Contra a Reforma da Previdência

0
320

As entidades abaixo nominadas, reunidas na Câmara Municipal de Ponte Nova, em 22 de março de 2017, tendo em vista que a proposta de Reforma da Previdência (PEC 287) representa um profundo risco ruptura de direitos dos atuais e futuros trabalhadores brasileiros, veem a público, apresentar seu repúdio a tal iniciativa do Governo Federal.

Conforme relata a Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, em documento de 04/02/2017, o discurso de catástrofe financeira e déficit da Previdência não representam a verdade dos fatos e “evidenciam grave descumprimento aos artigos 194 e 195 da Constituição Federal, que insere a Previdência no sistema de Seguridade Social, juntamente com as áreas da Saúde e Assistência Social, sistema que tem sido, ao longo dos anos, altamente superavitário em dezenas de bilhões de reais”.


Dados informados pelo DIEESE indicam que o” superávit da Seguridade Social tem sido tão elevado que anualmente são desvinculados recursos por meio do mecanismo da DRU (Desvinculação de Receitas da União), majorada para 30% em 2016. Tais recursos são retirados da Seguridade Social e destinados para outros fins, especialmente para o pagamento de juros da dívida pública, que nunca foi auditada, como manda a Constituição”.

Resta claro, portanto, que o principal argumento governamental para apresentação da PEC 287, não tem procedência legal. Já do ponto de vista social, a Reforma da Previdência, como se encontra na Câmara de Deputados, provocará o desmonte do Sistema de Seguridade Social, onde se insere a Previdência, bem como criará barreiras quase intransponíveis ao acesso à aposentadoria e demais benefícios  pelos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros, que, de sua parte, cumprem sua obrigação, contribuindo mensalmente para a sustentabilidade a Previdência Social.

Diante do exposto, vimos à presença de vossas excelências, deputados e senadores pelo Estado de Minas Gerais, em nome dos trabalhadores, trabalhadoras e população em geral do município de Ponte Nova, solicitar seu apoio e seu voto contra a PEC 287.

Ponte Nova, 22 de março de 2017

Wagner Mol Guimarães – Prefeito Municipal de Ponte Nova

Leonardo Nascimento Moreira – Câmara M. de Ponte Nova

Mauro A. do Amaral – Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Ponte Nova

José Geraldo Freitas – SINDSERP – Ponte Nova

Meli Magalhães de Resende – SIND UTE Ponte Nova

Jarbas Discacciati – SINDELETRO-MG

Aparecida Gregório Evangelista – SINPRO Minas

José Luiz Anunciação – Sindicato Trabalhadores Rurais Urucânia

Rondinely Lanucy Lopes Pereira – 7ª Subseção da OAB-MG

Tarcísio Barbosa Martins – SINDHOSP Vale do Piranga

José Carlos Barbosa Silva – Sindicato dos Bancários de Ponte Nova e Região

José Afonso Melo – Centro Judiciário de Soluções de Conflitos Cidadania do TJMG (Cejus) da Comarca de Ponte Nova