Moradoras da Zona Rural de Ponte Nova concluem curso de Produção de Alimentos

0
446

Na tarde de 17/03, no Centro Comunitário do Cedro, foi concluído o curso de “Produção Artesanal de Alimentos”, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar). A ação também contou com a parceria da Prefeitura de Ponte Nova, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (Sedru), do Sindicato dos Produtores Rurais e da associação comunitária local.

Onze moradoras das comunidades de Cedro, Ranchos Novos, Santo Antônio e Nogueira encontram-se, agora, certificadas para fabricar – artesanalmente – produtos alimentícios, com enfoque em pães, bolos, roscas e biscoitos, valorizando as tradições familiares e os ingredientes da região, como couve, abóbora, mandioca, milho e banana. As aulas, que tiveram carga horária total de 40 horas, foram ministradas pela instrutora do Senar do Escritório Regional de Viçosa, Lígia Vidigal Ferreira de Oliveira.


Alguns dos itens produzidos durante o curso

A certificação das participantes contou com a presença dos secretários municipais Fernando Antônio de Andrade (Governo) e Heitor Pinto Raimundi (Desenvolvimento Rural), do presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Ponte Nova, Francisco Augusto, dos vereadores Aninha de Fizica e José Osório, da mobilizadora social do Senar, Mônica Vieira da Silva, e do presidente da Associação Comunitária do Cedro e vice-presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, Gladson Teixeira (Guegué).

Na ocasião, o secretário Fernando de Andrade, colocou a Prefeitura à disposição da comunidade no que se fizer necessário, sobretudo quanto “a possibilidade de viabilizar local para o comércio dos produtos nas feiras de quarta e domingo”, no pátio da Coplacan. “Estamos aqui para ajudá-las a dar sequência ao que iniciaram, com reais possibilidades de geração de renda”, pontuou. Já o secretário Heitor Raimundi destacou a importância da parceria com o Senar e com o Sindicato, levando cursos para diversas comunidades rurais. “O desenvolvimento rural vai muito além da melhoria de estradas. Ele passa pela orientação e pela capacitação do homem e da mulher do campo, dando horizontes para quem quer trabalhar”, destacou.

A mobilizadora do Senar, Mônica Vieira, acrescentou que novo curso – dessa vez voltado à produção de doces derivados do leite – está sendo programado para ser ministrado na comunidade.