Priscilla Porto: Mude

0
230

Ao passo que as mudanças inesperadas vão surgindo em nossas vidas, temos duas opções. Primeira: não aceitar, não concordar, se vitimizar e remoer. Segunda: não concordar, mas aceitar. O que implica em não se vitimizar e, muito menos, se remoer. Raro, mas precioso e sábio caso, em que a segunda opção se configura bem melhor do que a primeira. E, assim como limões ofertados pela vida são comumente sugestionados a virarem limonada, aproveite tais mudanças inesperadas para alavancar outras mudanças que você acabou deixando na dispensa, quietinhas, jogadas. Porque sacolejos inesperados que viram sua vida de cabeça pra baixo, não devem ser tão mal-vistos, além de muitas vezes serem necessários: para pessoas comodistas, para pessoas que estão há muito tempo em zona de conforto, para pessoas que vão cozinhando a vida em banho-maria. Como se a vida fosse passível de se cozinhar, como um aerado pudim de leite condensado. Não é! Vida não é mole como pudim. Então, se “te impuseram” uma mudança, não fraqueje! Aproveite também o vendaval estabelecido e seja forte: mude!

Priscilla Porto


Autora dos livros “As verdades que as mulheres não contam” e “Para alguém que amo – mensagens para uma pessoa especial”.