Gavazza investe R$ 1.500.000,00 em novo Centro Cirúrgico e nova Central de Materiais Esterilizados

0
400

Foto: Dr. José Antônio Siqueira. Dr. João Pereira, Lucimar Fonseca e Zezé Bueno

Na última semana, o Presidente do Conselho José Bueno, o Diretor Clínico Dr. José Antônio Siqueira, a Superintendente Lucimar Fonseca e o Ortopedista Dr. João Pereira visitaram a obra do novo Centro Cirúrgico do HAG. A previsão de entrega da 1ª fase é para o dia 10 de janeiro 2017, com a conclusão total em conjunto com a nova estrutura da CME, para abril de 2017.  O projeto é executado pela Construtora Viga com recursos da Secretaria Estadual de Saúde, no valor de R$ 900.000,00, viabilizados pelo Deputado Federal Rodrigo de Castro. O Hospital Arnaldo Gavazza investiu mais R$ 600.000,00 de recursos próprios.


O novo Centro Cirúrgico contará com sete salas cirúrgicas maiores e mais bem equipadas que as atuais; paredes revestidas  com aço inox (menor risco de infecção hospitalar); estativas (braços articulados); rede de gases medicinais canalizados (oxigênio, ar comprimido, vácuo, nitrogênio, óxido nitroso e gás carbônico) controlados individualmente por sala; sistema de ar condicionado central, com controle eletrônico de temperatura e filtragem, conforme previsto na legislação; Recuperação Pós Anestésica com 8 leitos de observação; farmácia; vestiário masculino e feminino mais amplos; berçário semi-intensivo; sala pré-parto; secretaria; sala para guarda de equipamentos; e sala de espera com maior conforto para os acompanhantes. Todo o projeto foi aprovado e acompanhado Vigilância Sanitária da SES-MG.

A nova CME contará com um espaço maior, que contribuirá para otimizar e ampliar o volume de material esterilizado para atender o aumento de cirurgias com o novo centro cirúrgico. A estrutura atual possui duas autoclaves com capacidade de 260 litros. Será construído mais um Box para a instalação da terceira autoclave (com capacidade de 260 litros). A expectativa do Conselho do HAG é um aumento de 30% no faturamento, através da ampliação no número de cirurgias de cirurgias e também maior conforto e qualidade para os profissionais e possíveis pacientes, já que a estrutura atual possui 40 anos.