Encerrado o Novembro Azul no Hospital Arnaldo Gavazza com palestras

0
125

Foto: Dr. Afranio palestrando

Na continuidade da conscientização através do Novembro Azul, na última semana foram realizadas atividades para esclarecer sobre o diagnóstico e tratamento do câncer de próstata, no Hospital Arnaldo Gavazza. As palestras foram ministradas pelo Oncologista, Afrânio Marques e o Urologista, Leonardo Cotta.


O que se pode perceber é que ainda existe muito preconceito acerca do exame de toque retal e os homens também freqüentam menos o médico, se comparado às mulheres. Mas, desde a criação do Novembro Azul, houve um crescimento gradativo na procura, principalmente por urologistas, ressaltou Leonardo Cotta.

Por se tratar de uma doença assintomática, em sua fase inicial, é essencial que os homens acima de 45 anos realizem anualmente o exame de toque retal e o PSA (Prostata Specific Antigen). A nossa ideia ao realizar esse café com os nossos pacientes era a instruir melhor, afirmou Afrânio Marques.

Novembro Azul

Iniciou-se em 2003 na Austrália, aproveitando as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata comemorado em 17 de novembro. Chegou ao Brasil em 2008, através do Instituto Lado a Lado.

O Câncer de Próstata é o resultado de uma multiplicação desordenada das células da próstata. Quando há presença de câncer, a glândula endurece. Na fase inicial, o câncer de próstata não tem sintomas. Em 95% dos casos, eles aparecem em estágio avançado. Portanto, exames preventivos frequentes são fundamentais para que a doença não seja descoberta em estado avançado. Homens a partir dos 50 anos de idade (ou 45, se houver casos de câncer de próstata na família), devem procurar um urologista anualmente para realizar os exames preventivos.

Assessoria de Comunicação, Hospital Arnaldo Gavazza